sexta-feira, 8 de junho de 2018


O Projeto GLOBUS (Global Business) é co-financiado pelo programa Erasmus+ da União Europeia, um consórcio de 6 países Eslovênia, Brasil, Cingapura, Filipinas, Maldivas e Vietnã, sob coordenação internacional da Eslovênia. Conectando grupos de ONGs de diferentes partes do mundo para se unirem para aprender e compartilhar as melhores práticas entre si. Com duração de 2 anos, o projeto terá reuniões e treinamentos em todos os países parceiros com o objetivo também para conhecer a cultura local e jovens empreendedores que inspirem, levando os participantes a aprenderem uns com os outros.O projeto segue dois objetivos principais: Encorajar o empreendedorismo entre os jovens e o Desenvolvimento das capacidades de organizações juvenis e seus membros.
As Principais atividades e tópicos das reuniões transnacionais são: o desenvolvimento de ideias de negócio, capacitação das organizações, marketing digital, casos de boas práticas, construção de redes e a cooperação com políticas públicas.No primeiro treinamento em Cingapura de 19 a 25 de fevereiro de 2018, na agenda um workshop sobre Startups por uma semana, onde cada grupo criou e apresentou uma ideia de negócio. À medida que a oficina se desdobrava, cada ideia começou a se transformar em um plano de negócios viável. Ocorreu uma visita a Startup Investeur em Raffles onde o grupo foi muito bem recebido pelo fundador e CEO Robin Teurlings, holandês radicado em Cingapura, empresário amigável e generoso o suficiente para compartilhar seus conhecimentos enquanto constrói sua própria Startup.
Além do trabalho desenvolvido nesses dias, também foi possível conhecer a vida local de Cingapura, comer em vendedores ambulantes e visitar Chinatown, foi organizada uma visita ao Hotel Marina Bay Sands e ao Gardens By the Bay, pontos turísticos e cartões postais de Cingapura.A próxima reunião e treinamento ocorrerá na Eslovênia, de 23 a 30 de junho próximo, onde diversas atividades de empreendedorismo e desenvolvimento de startups estão programadas.O Brasil é representado no consórcio pela Cooperativa de Turismo e Promoção Social – Cooperbom Turismo, sediada em Ilhéus-Bahia e com atuação em todo o país desde 2007.

SFEST Edição Brasil - Festival Internacional de Gastronomia, Sabores e Artes.



Ilhéus recebeu voluntários de Cabo Verde, da Grécia e da Itália que se juntaram aos brasileiros representantes locais para realizar as atividades do SFEST Edição Brasil, A iniciativa brasileira é da Coperativa de Turismo e Promoção Social - Cooperbom Turismo, uma cooperativa com olhar para a sustentabilidade, parceira Brasileira no consórcio do projeto, que tem como um dos objetivos principais promover a cooperação entre Europa, África e a América Latina.

O projeto foi organizado por jovens voluntários, através de um consórcio internacional com participação do Brasil, Cabo Verde, Grécia e Itália, e foi co-financiado pelo programa Erasmus +, da União Europeia.

O objetivo principal do evento local foi: gerar conhecimento para a população em vulnerabilidade social, criar oportunidade nas comunidades carentes, potencializar suas forças através das oficinas e através das atividades e palestras, e desenvolver mecanismos que atendam demandas que possam diminuir os índices de desemprego entre os jovens.



As propostas do Festival Internacional de Gastronomia, Sabores e Artes, foram citadas por jornais locais como “um marco na identidade gastronômica mundial”, voltadas à atuação dos jovens nos segmentos do turismo de base comunitária e do empreendedorismo social. As oficinas e palestras ocorreram de 2 a 5 de maio, na Escola do Chocolate Nelson Schaun (CEEP), e no dia 6, domingo, o Festival Internacional teve lugar na Avenida Litorânea, no Malhado. Os jovens participaram de oficinas temáticas de artesanato, dança, música, ecobijuterias, slackline, grafite e palestra sobre Upcycling, que foram aplicadas por facilitadores voluntários da Itália, Cabo Verde, Grécia e Brasil, e aulas-show de gastronomia (Chocolate, Cozinha Italiana, Grega, Cabo-Verdeana e Brasileira com comida de buteco e típicas), aplicadas por Chefs conhecidos nos países participantes do projeto.


Para Maria Morais, coordenadora nacional do projeto, a iniciativa proporciona aos jovens pertencentes a estas comunidades se apropriarem de novas ideias e perspectivas, e o fortalecimento do sentido de pertença através das ferramentas da educação não formal. De acordo com ela, “O protagonismo aqui é o conhecimento. O jovem voluntário aprende e multiplica esse saber fazendo uma devolutiva importante à sua comunidade, que por sua vez, se engaja harmonicamente no processo, trazendo um novo sentido as suas vivências, assumem seus problemas e dificuldades, e aprendem assim a não depender apenas dos governos e empresas privadas, buscando alternativas, criando oportunidades e promovendo as mudanças que desejamos ver nas nossas comunidades, impulsionando o desenvolvimento econômico, social e cultural”.

O coordenador internacional do Projeto SFEST, o italiano Antonio Giattini, o coordenador grego Aleksander Balaskas, as coordenadoras italiana Lorena Sanchez e a cabo-verdeana Maria Estrela, trouxeram seus voluntários e ingredientes típicos das suas respectivas regiões e culturas, para mostrar a força da gastronomia internacional. No domingo, dia 6, o encerramento das atividades do projeto teve atividades esportivas, com partidas de futebol entre escolinhas locais e um jogo entre os locais e os voluntários estrangeiros, e culminou com a Feira de Artes, Artesanato e Comidas típicas, com a participação de expositores locais, apresentações de danças típicas (grega, italiana, cabo-verdeana e brasileira), teatro e música com shows voluntários de artistas locais e danças afro, maculelê, capoeira e samba, com a participação do grupo Batuka Gêge. 

O Festival Internacional de Gastronomia, Sabores e Artes, aconteceu na Avenida Litorânea Norte, próxima ao CEEP, onde os Chefs estrangeiros e brasileiros ofereceram experimentação de seus pratos típicos. Anteriormente, a Grécia fez a primeira edição do projeto sob o tema gastronomia e artes em junho de 2017 na cidade de Heraklion (Ilha de Creta) e Cabo Verde fez a segunda edição em novembro de 2017 sob o tema Grafite na cidade de Mindelo (Ilha de São Vicente). A Itália realizará a quarta e última edição com um Festival de Gastronomia e Artes em Castelamare di Stabia dia 30 de junho próximo.

A realização das atividades do projeto contou com a importante participação de stakeholders (apoiadores) locais como a ATIL, Costa do Cacau Convention Bureau, Resort Tororomba, Tenda Teatro Popular de Ilhéus, Eco Resort Village Indaiá, Escola do Chocolate Nelson Schaun – CEEP, Hotel Barravento, Vitrine das Tintas, Armarinhos Guimarães, as Secretarias Municipais de Turismo e Esportes (Setur), Planejamento e Desenvolvimento Sustentável (Seplandes) e Industria e Comércio (Sedic), Superintendência de Trânsito (Sutran), da Polícia Militar local e da deputada estadual Ângela Sousa.

Para conhecer mais sobre o projeto acesse o site internacional www.s-fest.eu

Créditos: SECOM (fotos), BahiaJáTurismo, SFEST, Cooperbom Turismo