quarta-feira, 19 de agosto de 2009

A COOPERBOM TURISMO RECEBE PARA ESTÁGIO EM SUA SEDE EM ILHÉUS, DUAS ESTAGIÁRIAS DA LSBU - UNIVERSIDADE DA INGLATERRA

London South Bank University - Londres - Inglaterra
Evandra Lassalette e Valentina Ravasio
Estagiárias do Curso de Turismo e Hotelaria da LSBU

Estarão chegando no próximo dia 01 de setembro, para estagiarem por 05 (cinco) meses, na Cooperbom Turismo, Valentina Ravasio e Evandra Lassalette, estagiárias do curso de Turismo e Hotelaria da London South Bank University, ambas muito bem recomendadas pela instituição inglesa. Tal fato orgulha e engrandece nossa cooperativa, pois as estagiárias, Valentina, de origem Italiana e Evandra nascida em Angola, representam a Inglaterra, o país dos Probos Pioneiros de Rochdale, onde historicamente foi criada a primeira cooperativa, há mais de 150 anos.
A LSBU é uma das mais velhas universidades de Londres, com mais de 01 (um) século de existência, fundada em 1892. Com mais de 23.500 alunos, a universidade é uma das maiores de Londres e recebe estudantes de diversos países. O principal campus está localizado nas imediações da Waterloo Station e London Bridge dois dos mais conhecidos marcos da capital inglesa. Atualmente com investimentos de mais de 47 milhões de libras em suas dependências, situada no coração de Londres, a LSBU proporciona as maiores facilidades para seus alunos. A instituição é líder em educação profissional no Reino Unido, provendo aos seus estudantes a oportunidade de tornarem-se os melhores em suas escolhas profissionais. A iniciativa da renomada Universidade Inglesa, demonstra claramente a importância que os países do primeiro mundo dão às cooperativas. Por outro lado, vem incentivar uma mudança cultural em nosso país, onde – assunto pouco conhecido da maioria dos brasileiros - o cooperativismo ainda é muito incipiente e precisa de forte incentivo governamental para seu rápido crescimento, pois enquanto países como o Canadá – não por acaso considerado um dos países com melhor qualidade de vida do mundo - que possue cerca de 80% das pessoas economicamente viáveis, participando de algum ramo do cooperativismo, no Brasil, apenas 3% ainda, estão igualmente envolvidas nesse tão importante segmento.
Para conhecimento daqueles menos crentes desse sistema, é bom esclarecer que existem, ou estão sendo implantadas, em todos os países do mundo, a cada dia, mais cooperativas. A Índia é o país com o maior número de cooperativistas, cerca de 164 mil e em segundo a China com 160 mil . Gugarat é um Estado da Índia onde fica a maior e mais moderna usina de transformação de leite do mundo e que pertence ao segmento de cooperativas.
No ano de 1955 em Mondragón na Espanha o país passava por uma séria crise, e os racionamentos de energia eram constantes, o padre José Maria Arizmendiarrieta reuniu a comunidade e adquiriu, em sistema de cooperativa, uma indústria de pequenos fogões e aquecedores a gás.
Esse foi o primeiro passo para transformar Mondragón num pólo de prosperidade. Hoje, quase tudo na cidade se baseia no cooperativismo.
Na Suécia se encontra a maior refinaria de petróleo responsável por 20% da produção do país e pertence a uma cadeia de Cooperativas.
O cooperativismo é muito forte na Polônia, existem 15 milhões de cooperados, 75% das moradias do país foram construídas por cooperativas habitacionais.
E é na Romênia onde encontramos várias Estações de Férias que pertencem a Cooperativas de Turismo.
Todas essas Cooperativas provam o sucesso do movimento cooperativista.
No mundo, em torno de 800 milhões de pessoas são vinculadas a mais de 1,3 milhão de cooperativas. Além disso, as cooperativas geram 100 milhões de empregos nos mais de cem países onde estão presentes.
Alguns números podem representar a relevância do cooperativismo no mundo:
Na Ásia, 43 milhões de pessoas são associadas a cooperativas de crédito; na Nova Zelândia, cooperativas são responsáveis por 22% do Produto Interno Bruto (PIB); e na Alemanha, mais de 20 milhões de pessoas ou 24% da população está ligada ao cooperativismo.
Os números do setor no Brasil mostram que o cooperativismo nacional está no caminho certo e tem demonstrado seu poder econômico e social ao longo dos anos. As 7.600 cooperativas brasileiras têm mais de 7 milhões de associados e geram 255 mil empregos. Em dez anos, houve um aumento de 50% no número de cooperativas, o número de associados foi incrementado em 80% e a geração de empregos subiu 40%. Em 2008, as cooperativas do Brasil responderam por US$ 4 bilhões em exportações, representaram 6% do PIB nacional e tiveram faturamento de R$ 82 bilhões.
Apesar de tudo, relembro que nosso país, infelizmente, possui apenas 3% de pessoas, ativamente econômicas, inseridas no cooperativismo. Um só exemplo, da herança que isso nos proporciona, está na falta de cooperativas de crédito que nos remete às usuras bancárias dos juros escorchantes, de que não temos nem forças para reclamar.
Dado a importância do cooperativismo no mundo, a Cooperbom Turismo, ao ser parceira do núcleo de Turismo e Hotelaria da LSBU, sente-se feliz em receber as primeiras estagiárias daquela instituição para dar segmento a um dos projetos da nossa cooperativa no desenvolvimento do turismo local.
Assim sendo, a COOPERBOM TURISMO dá seu exemplo de iniciativa e dedicação, principalmente às nossas instituições públicas e à sociedade em geral, ao atender à 8ª Meta para o Milênio da ONU - Todos juntos pelo desenvolvimento.

Cooperativas. O futuro está aqui!

LSBU site:www1.lsbu.ac.uk

Nenhum comentário: