segunda-feira, 15 de setembro de 2008

UM GIRO SOBRE ILHÉUS - Terra maravilhosa!

Casario abandonado no Rio do Braço.
Centro antigo de Ilhéus.
Casario abandonado no Rio do Braço, construções históricas.
Baia do Pontal.
Casario abandonado no Rio do Braço.
A cabeceira 29 do aeroporto, alvo de grande polêmica.
Catedral de São Sebastião.

A cidade de Ilhéus foi fundada em 1534 e emancipada em 1881, quando passou de distrito a cidade. No fim do séc. XIX, a principal atividade econômica de Ilhéus era a extração e exportação do cacau para a Europa. Porém desde o aparecimento da praga da vassoura-de-bruxa, quando praticamente levou ao caus este tipo de atividade, Ilhéus passou a preocupar-se mais com o desenvolvimento da indústria canavieira, e em consequência disto, surgiu então outra atividade que lhe geraria mais divisas: o turismo. Possuidora de atributos no que diz respeito à beleza, Ilhéus desde a sua "porta de entrada" mostra-se como um cartão postal. Belas praias, belas orlas, belas paisagens. É realmente um lugar para lazer, descanso e apreciação. Uma boa dica para ampla observação da cidade é subir o Outeiro de São Sebastião ou o Morro de Pernambuco onde pode-se vislumbrar toda a baía de Ilhéus. Como não poderia faltar, aquí vão algumas dicas:
Principais praias (opinião de turistas, incluindo as de Itacaré)) - Engenhoca, Camboinha, da Concha, Hawaizinho, Itacarezinho, da Costa, Norte, Sul, Avenida e toda a Orla do Pontal. Outros pontos turísticos - Estância Hidromineral de Olivença (fonte de águas medicinais) e o Véu de Noiva (belíssima queda d'água para tirar fotos). Agito noturno, Bataclã é em Itacaré, cidade próxima e de rara beleza. Na bela Ilhéus, encontra-se o point dos melhores restaurantes da cidade como por exemplo o Boca du Mar, Le Baron e o Vesúvio, todos a la carte e com shows ao vivo. Ilhéus é bem servida de hotéis, existem vagas para todas as classes sociais; de resorts a pequenas pousadas. Na Av. Soares Lopes, no centro da cidade, encontra-se a Praia da Avenida e mais adiante a Praia do Cristo. O comércio é amplo, como nas grandes cidades, encontra-se tudo. Quem gosta de dançar ou deseja fazer aulas de Dança de Salão, certamente encontrará na Cooperbom Turismo espaço para se divertir com as aulas de professores treinados.
Curiosidades de Ilhéus: A sua história, que vem desde a época das capitanias hereditárias, conta com a doação de uma vasta e extensa área de terra feita a Jorge de Figueiredo Correia, donatário até então do que se chamava de terra indígena. Em 1535 na Ilha de Tinharé, que passara à denominação de Capitania de Ilhéus, teve a sua sede administrativa mudada para a região da Foz do Rio Cachoeira, desta vez chamada de Baía de Ilhéus. Este mesmo donatário mais tarde, mandou chamar o espanhol Francisco Romero para tentar fazer a pacificação dos indígenas locais (os tupiniquins) para que pudessem mais tarde criar a fundação cultural da Vila de São Jorge dos Ilhéus. Em 1551, com a morte do donatário, a capitania teve por diversas vezes a mudança de donos e acabou caindo no descuido daqueles que não se importavam com a sua história transformando-a apenas numa vila de pescadores. Hoje ela é conhecida no mundo todo por causa de Jorge Amado, criador de "Gabriela, Cravo e Canela" que teve Ilhéus como cenário deste romance.
O governo municipal está articulando com o governo estadual, buscando opções para implantação de um grande programa de investimentos em Ilhéus, preservando a natureza e sua biodiversidade.
A Cooperbom Turismo convida a todos para conhecer um pouco deste lindo município de Ilhéus, em fotos que foram feitas pelo competente José Nazal que saiu em busca de áreas alternativas para esses novos investimentos. As fotos são maravilhosas, infelizmente, o espaço é pequeno para todas que ele clicou, assim, foram escolhidas algumas para que se possa conhecer esta bela região.

Nenhum comentário: