segunda-feira, 8 de junho de 2009

CIRQUE DU SOLEIL - QUIDAM - BRASIL


A COOPERBOM TURISMO, uma cooperativa de turismo, cultura e lazer, responsável e sustentável, em apoio às artes, prestigia o mais novo espetáculo do Cirque du Soleil - Quidam - pronunciado “key-dam”, vem do latim e significa transeunte anónimo, uma figura solitária numa rua qualquer, alguém que passa à pressa, que se sente sozinho no meio da multidão. Quidam, dirigido por Franco Dragone, transforma um mundo anónimo num espaço de esperança e de relacionamentos.

Com mais de 50 artistas de mais de dez países, incluindo três brasileiros, esta produção é uma excitante combinação de arte acrobática, mestria técnica, criações extravagantes e uma inspiração musical excepcional, harmoniosamente entrelaçadas por um fio emocional dramático. Quidam apresenta a German Wheel, Banquine, Spanish Webs, Diabolos, Aerial Contortion in Silk, e, obviamente, os aclamados Crazy Clowns. Uma impressionante banda sonora tocada ao vivo, resulta de misturas culturais eclécticas, instrumentos de corda clássicos e sintetizadores, mixadores e guitarras.

Apresentado sob o ambiente único do Grand Chapiteau, Quidam é verdadeiramente uma experiência única do Cirque du Soleil.

Com abertura de turnê agendada para 11 de junho, em Fortaleza (CE), o espetáculo "Quidam" marca a terceira passagem pelo Brasil do grupo, que completa 25 anos em 2009, e também sua maior temporada na América Latina.

Durante um ano, serão promovidas 330 apresentações que devem atrair um público estimado em mais de 800 mil pessoas. Os ingressos custam entre R$ 230 e R$ 490. Menores de 13 anos poderão ver a peça somente acompanhados pelos pais ou responsáveis legais.

Em seguida, o show vai para Olinda e Recife (PE) (9 de julho), Salvador (BA) (13 de agosto), Brasília (DF) (18 de setembro), Belo Horizonte (MG) (23 de outubro), Pinhais e Curitiba (PR) (4 de dezembro), Rio de Janeiro (RJ) (8 de janeiro de 2010), São Paulo (SP) (26 de fevereiro de 2010) e Porto Alegre (RS) (27 de maio de 2010).



Espetáculo Diabolos - diablo, ou ioiô chinês, é uma brincadeira de crianças que os chineses elevaram a forma de arte. Quatro jovens artistas chineses, cada um com dois paus ligados por um fio onde um carretel é atirado, equilibrado e manuseado de forma quase mágica, tentam superar-se entre si neste jogo de destreza e talento. Este ato foi premiado com a Medalha de Ouro na edição de 1995 do Festival do Cirque de Demain, em Paris.

Fonte: quidam.blogs.sapo.pt

Nenhum comentário: