domingo, 28 de junho de 2009

REFLETINDO SOBRE A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO AMBIENTAL PARA A NOSSA SOCIEDADE MODERNA

Foto: Trilha Boa Paz - Itacaré - Ba

Por Maria Morais

Pensando nas questões ambientais tão divulgadas na mídia, as quais requerem nossa extrema atenção, pois como pais e educadores queremos o melhor para os nossos filhos e sabemos que o maior tesouro que podemos proporcionar a eles não são os bens materiais mas sim os valores, os princípios que regem a vida e o homem, vamos abrir um espaço para refletir sobre o que podemos fazer para dar a nossa singela contribuição para melhorar a nossa qualidade de vida em nosso tão amado e único planeta. Cuidando do meio ambiente, estaremos cuidando de nós mesmos e dos que nos são caros. O poder público fazendo a sua parte e nós cidadãos fazendo a nossa, certamente alcançaremos os nossos propósitos.

O Programa de Gestão Ambiental Compartilhada do Governo da Bahia, apresentado em 2008, que através da descentralização da gestão pública visa estruturar os Sistemas Municipais de Meio Ambiente, é um grande passo nesta direção. A meta do Plano Plurianual é chegar ao ano de 2010 com 100 municípios baianos fazendo sua própria gestão ambiental.

As principais atividades do programa são:

1. Definição e descentralização do licenciamento das atividades de impacto local;
2. Capacitação e treinamento dos gestores e técnicos municipais de meio ambiente;
3. Apoio ao processo de organização das estruturas municipais de gestão ambiental;
4. Apoio a organização das alternativas de financiamento do Sistema Municipal de Meio Ambiente;
5. Descentralização dos Sistemas de informação ambiental do Estado.

Em minhas pesquisas para o curso de gestão ambiental, li um texto - o qual transcrevo abaixo - que reflete sobre a importância que as questões ambientais tem para a nossa vida e nos direciona para um novo olhar sobre o nosso comportamento diante disto na sociedade moderna.

"Nos dias atuais, o Homem, devido à sua ganância e ambição de acumular mais riquezas, perdeu a noção de que para tal está em dívida com a unidade básica da sua existência: A natureza. Ele procura de todas as formas acumular inigualáveis fortunas devido à sua qualidade de egoísta, sem perceber que esta fortuna é derivada dos recursos naturais que um dia poderão se esgotar.

Sábio é aquele que convive harmoniosamente com sua criação, seus filhos, sua família e seus próximos. Porém, o que se nota é um abuso do poder financeiro para subjugar os próximos, para maltratar os recursos que ele precisa, para enriquecer mais e mais.

A vida na sua totalidade é a interação dos fatores bióticos e abióticos. Estes fazem com que aqueles existam, por isso há necessidade de recíproca manutenção. A prática de coisas boas em favor da natureza constitui uma demonstração clara de que manifestamos afeto por ela, assim como ela nos acarinha com seus recursos.

O nosso modus vivendi e operandi reflete nossa maneira de ser. Os religiosos confiam na palavra de Deus e por isso possuem temor a ela. Os automobilistas nunca entram na estrada sem a certeza de que o seu veículo está em perfeitas condições mecânicas, pois senão terão problemas. Porém, essa convicção de que os recursos naturais são algo que um dia se esgotarão simplesmente não existe. Cabe à Educação Ambiental mudar as mentes, a conduta, comportamento e atitude em relação à forma como agir com o meio ambiente.

A Educação Ambiental é transversal e pode ser tratada de várias formas e enquadrada em qualquer disciplina e unidade temática. Não é algo estático. Acontece a qualquer momento e lugar. Não é necessário possuir instrução específica e grau acadêmico específico para praticá-la, apenas é a reflexão séria da conduta desviante do homem e a tentativa de encontrar mecanismos de mudá-la. É olhar para aquilo que estamos fazendo hoje e descobrir o que está errado, e como corrigir. A Eduacação Ambiental é uma causa que se relaciona a outras causas da Humanidade, como a justiça social, direitos humanos e paz. Envolve ética, amor, ternura em busca da tranquilidade e sossego. O sossego que irá exprimir quando nossos atos se revelarem positivistas, futuristas e sem egoísmo". (Herculano Elias Ernesto).

Quando pensamos a COOPERBOM TURISMO, nossa vontade em ser solidários e ajudar a nossa comunidade a se desenvolver, e a nossa preocupação com o meio ambiente nos direcionou para o turismo responsável e sustentável, sabemos que temos muito trabalho pela frente, mas estamos no caminho certo e contamos com o apoio dos cooperados e simpatizantes do cooperativismo para que alcancemos os nossos propósitos. Queremos um mundo melhor para todos nós, estamos dando os nossos primeiros passos para este objetivo.

Nenhum comentário: