quarta-feira, 20 de agosto de 2008

PALESTRA NO ROTARY CLUBE JORGE AMADO - ILHÉUS

Maria Morais, Cristiano, Themis Nabuco, Cel. Winston Meireles, Vera Jasmineiro, Edilson e Jaime Alves.
Jaime e Edilson.
Maria Morais, Themis Nabuco e Cel. Winston Meireles (foto acima).
Cida, Jaime, Winston e Maria (foto abaixo).
O Diretor Presidente da COOPERBOM TURISMO, Cel. Winston Meireles e Maria Morais estiveram presentes no encontro semanal do Rotary Clube Jorge Amado - Ilhéus nesta quarta-feira, 20 de agosto, no Iate Clube, onde o Cel. Meireles proferiu uma palestra.
O Rotary foi criado na cidade de Chicago, Estados Unidos, em 1905. Naquela época, havia uma grande inquietação social com muitas proibições, como a Lei Seca, e muita injustiça social com muitos excluídos. A violência urbana era tal que não se podia "sair para passear" sem que se defrontasse com grupos radicais, como os traficantes de bebidas, duelando com a polícia ou com outros grupos em plena luz do dia.
Surgiu, então, a idéia de se criar um Clube sem endereço fixo cujos membros se reunissem semanalmente em locais diversos, de forma rotativa, isto é, cada semana em um local. Em cada semana, a reunião era feita no escritório, loja ou fábrica de um dos membros do clube. Essa rotatividade de locais de reuniões é que serviu de inspiração para o nome do clube: Rotary.
Inicialmente, os membros se reuniam apenas para conversar e trocar idéias. Entretanto, com o passar do tempo, perceberam que eles, enquanto grupo de pessoas, poderiam fazer alguma coisa para melhorar aquele caos reinante na cidade.
Entretanto, logo de início, verificaram que cada sócio tinha um visão diferente de como realizar a melhoria. Um deles, comerciante, achava que a melhoria deveria ser implementada pela Associação Comercial onde ele era membro. O outro, membro da igreja, achava que a melhoria deveria ser social e que deveria ser implementada pela Igreja.
Dessa forma, cada um dos socios que tinha vontade de realizar uma melhoria na comunidade, desejava fazê-lo de uma forma peculiar e era difícil convencer os demais sobre a funcionalidade da sua idéia. A dificuldade residia no fato das idéias dos outros sócios também serem igualmente funcionais. Então, como conciliar as idéias sem dividir o clube, sem diluir a força de trabalho dos sócios?
Estruturaram, então, o Rotary com um Conselho Diretor com vigência de um ano, apenas um ano. Dentro da sua gestão, o Conselho Diretor tinha poderes para organizar as melhorias na forma desejada, chamando as ações de PROJETO. Assim, na gestão em que o presidente do conselho fosse o "comerciante" este poderia desenvolver o seu projeto a seu modo e ainda contar com a colaboração de todos os sócios do clube. Já na gestão seguinte, o "religioso" teria a chance de montar os seus projetos a seu modo e também contar com a colaboração de todos os sócios do clube.
Assim, embora mude um pouco de direção, a cada ano o Rotary Clube consegue realizar os seus projetos contando com a total força tarefa de todos os seus membros.
Esta rotatividade na gestão da entidade é que determinou o nome da entidade: Rotary, que em inglês significa rotativo.

Durante os anos 70, o Rotary International começou a busca por uma causa humanitária universal que poderia unir e guiar o seu quadro social rumo ao século XXI. Um programa onde os sócios pudessem participar não apenas financiando, mas, também, através de trabalho voluntário em suas próprias comunidades e ao redor do mundo – a essência do Rotary. A resposta veio em 1979 quando o Rotary lançou um programa de imunização piloto de cinco anos nas Filipinas juntamente com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde das Filipinas. A iniciativa foi um enorme sucesso, assinalando o fim da busca do Rotary.
O empreendimento mais ambicioso do Rotary, anunciado em 1985, foi o programa PólioPlus – uma abrangente campanha cujo objetivo foi a erradicação da pólio até 2005, ano do centenário do Rotary. Conduzida com a cooperação de governos nacionais e agências não-governamentais como a Organização Mundial da Saúde e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a Pólio é um paradigma de cooperação dos setores público e privado na luta contra uma doença. O PólioPlus ajuda programas de erradicação da poliomielite a níveis regional e nacional, oferecendo vacinas, vigilância e mobilização social. A poliomielite foi considerada erradicada no Brasil e no mundo em 1994. as contribuições de rotarianos à erradiação mundial da pólio atingiram quase meio bilhão de dólares. O Presidente Americano Franklin Delano Roosevelt foi a vítima mais famosa da pólio.
Desta forma, fica evidente que a Cooperação entre organizações das sociedade civis e governamentais através de seus diversos projetos desenvolvidos em conjunto, a exemplo do Rotary e da COOPERBOM TURISMO, esta última mentora de um projeto semelhante, é de fato elevar a qualidade de vida das comunidades através de parcerias de sucesso, o que só vem a comprovar que as ações isoladas simplesmente mitigam os problemas das comunidades mas não geram a verdadeira sustentabilidade que tanto almejamos.
Parabéns ao Rotary Clube Jorge Amado, que está fazendo um execelente trabalho pela comunidade de Ilhéus, através de sua Presidente, Vera Jasmineiro e equipe, ao rotariano e nosso cooperado Jaime Alves dos Santos, um grande exemplo de cooperativista e que juntos formam um time vencedor.
Esperemos que outros grupos se juntem ao nosso time em benefício da nossa cidade e da nossa região e do nosso país, levando exemplos de Cooperação e Solidariedade ao mundo.

Nenhum comentário: